Amanhã é Segunda-feira!

Por Geziel Madeira

Domingo à noite já começamos a nos preocupar: lá vem mais uma Segunda-feira! Ninguém merece! Ou será que merecemos sim? Segunda-feira árdua, tem que levantar cedo, ir para o trabalho, encarar o chefe – o que às vezes não é nem um pouco fácil. Como é difícil levantar cedo numa Segunda-feira! Vários são os problemas nos aguardando, teremos de enfrentá-los um a um. Aquele turbilhão de coisas para fazer! Problemas e mais problemas! Será que deixamos alguma coisa “passar despercebido” na semana anterior? Vamos ter que resolver correndo antes que chegue a cobrança! Que dia cansativo, não vejo a hora de Sexta-feira chegar novamente! Como eu queria não ter que trabalhar, ficar em casa, de pernas pro ar! Ou quem sabe passar o dia todo na praia escutando as ondas do mar! Seria perfeito! Ah, por que não nasci rico? Ou por que não ganhei na loteria? É tanta luta pra ganhar aquele dinheiro suado que sempre achamos que é menos do que merecemos ou precisamos! Trabalhar cansa, e isto muitas vezes nos leva a ter pensamentos como estes. Mas por que temos tanto que lutar? Por que trabalhar tanto? Não podemos simplesmente nos livrar disto que muitas vezes é um peso? Como gostaríamos de não ter que trabalhar!

Acontece que o trabalho foi instituído por Deus! Lá em Gênesis 2:15, Deus já estabeleceu que Adão deveria lavrar e guardar o jardim do Éden. Isto é trabalho! Mas o trabalho só se tornou penoso depois da queda do homem, quando Deus disse que “…do suor do teu rosto comerás o teu pão” (Gênesis 3:19). Portanto, trabalhar, suar e esforçar-se vai continuar fazendo parte da sua vida. E quanto a isso, temos vários exemplos na Bíblia sobre o trabalho. Em 2 Tessalonicenses 3:8-12, Paulo fala o seguinte:

”Nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós. (…) se alguém não quiser trabalhar, não coma também. (…) A esses tais, porém, mandamos, e exortamos por nosso Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando com sossego, comam o seu próprio pão.”

Logo, temos que trabalhar para ganhar o sustento do dia-a-dia. Se queremos comer, temos que trabalhar. Mas então, por quê muitas vezes o trabalho é penoso? Por quê não nos alegramos com o trabalho? Por que achamos a Segunda-feira tão difícil? Talvez, por que ainda não entendemos um outro padrão sobre o trabalho e sobre o nosso sustento. Na carta de Paulo aos Colossenses, diz assim:

“Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus.
E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens,
Sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis.”
Colossenses 3:22-24

Ora, parece claro o que Paulo está dizendo. Ele quer dizer que o nosso trabalho temos que encarar como um trabalho para Deus, não para os homens. Com simplicidade no coração e temendo a Deus. Se trabalhamos para Deus, então temos que ter alegria naquilo que nós fazemos. Se tememos a Deus, com certeza também buscaremos fazer o nosso melhor. Pois, se você que se diz cristão e ama a Deus, faria um serviço para Ele de qualquer jeito? E ficaria reclamando todo início da semana que tem que trabalhar? E acordaria triste por que tem um trabalho? Meu amigo, se você faz o seu trabalho de qualquer jeito, e ainda reclama do patrão e do emprego que tem, você precisa mudar a perspectiva, pois não estás enxergando bem!
E se você agora sabe que trabalha para Deus, então também precisa entender que o teu chefe lá no escritório que você vai de Segunda a Sexta, é uma autoridade instituída por Deus na tua vida (leia Romanos 13 para entender melhor).

Também temos que entender um outro ponto importante: em diversas passagens da Bíblia está escrito que é Deus quem nos dá o sustento, como por exemplo em Salmos 104:27-28:

“Todos esperam de Ti que lhes dê o seu sustento em tempo oportuno. Quando lhes dá o alimento, eles o recolhem; quando abres a tua mão, enchem-se de bens.”

Por isto devemos entender que é Deus quem nos dá o sustento, portanto, seria a empresa que nos paga o salário que realmente nos sustenta? É realmente o nosso trabalho que nos sustenta? Se trabalhamos para Deus, e se o nosso sustento vem dEle, e se as autoridades sobre a nossa vida são instituídas por Ele, logo, devemos sim nos contentar com o trabalho, além de buscarmos fazer o melhor e ter alegria naquilo que fazemos, sabendo que o reconhecimento, e a recompensa, vem de Deus.
“(…) tendo, porém, sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.” 1 Timóteo 6:8

E, para finalizar, lembre-se que não é só você que trabalha: um conhecido judeu disse assim, certa vez: “Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também.” (João 5:17)
Então, tenha uma boa Segunda-feira, e um bom trabalho!

05 comments

writer

The author didnt add any Information to his profile yet

Leave a Reply